Pesquise aqui

 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Adjunto adnominal X Aposto especificador (restritivo)


Adjunto adnominal X Aposto especificador (restritivo)


Quando um termo preposicionado está ligado a um nome, há várias possibilidades, sendo, portanto, necessário verificar qual é a classe gramatical desse nome. Se substantivo concreto, o termo preposicionado poderá ser APOSTO ou ADJUNTO ADNOMINAL.
Vejam como diferenciar:
a) A blusa de Pedro é linda. Quem é linda? A blusa de Pedro. Núcleo = blusa= concreto. Pedro é o nome da blusa? Não, então (de Pedro) é um ADJUNTO ADNOMINAL.
b) A cidade de Londrina é linda. Quem é linda? A cidade de Londrina. Núcleo = cidade = concreto. Londrina é o nome da cidade? Sim. Então (de Londrina) é um APOSTO ESPECIFICADOR.
c) A rua de terra será asfaltada pelo prefeito Beto Richa. 
Quem será asfaltada? A rua de terra. Núcleo = rua = concreto. 
Terra é o nome da rua? Não. Então (de terra) é um ADJUNTO ADNOMINAL.
d) O rio Barigui secou. Quem secou? O rio Barigui. Núcleo = rio = concreto. Barigui é o nome do rio? Sim. Então, Barigui é um APOSTO ESPECIFICADOR.

Fonte: Algo Sobre - adaptado.

*Prof.ª Mestra em Literatura Brasileira pela UNIMONTES Juliana Barreto juportugale@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário