Pesquise aqui

 

terça-feira, 6 de julho de 2010

Dicas Práticas: Concordância Nominal I

PLANTÃO DO VESTIBULANDO

Uma maneira simples de aprender a como chegar lá...

Dicas Práticas: Concordância Nominal I


Olá, pessoal! A partir desta semana, trago para vocês algumas dicas bastante práticas sobre concordância. O objetivo não é só conhecer a regra, mas, principalmente, saber utilizá-la. Vamos lá?

Antes, vamos ao conceito: Concordância nominal nada mais é que o ajuste que fazemos aos demais termos da oração para que concordem em gênero e número com o substantivo. Teremos que alterar, portanto, o artigo, o adjetivo, o numeral e o pronome. Além disso, temos também o verbo, que se flexionará à sua maneira, merecendo um estudo separado de concordância verbal, o que faremos em outra oportunidade.

REGRA GERAL: O artigo, o adjetivo, o numeral e o pronome concordam em gênero e número com o substantivo. Ex.: A pequena criança é uma gracinha; O garoto que encontrei era muito gentil e simpático.

CASOS ESPECIAIS: Veremos alguns casos que fogem à regra geral:

Um adjetivo após vários substantivos:

1 – Substantivos de mesmo gênero: adjetivo vai para o plural ou concorda com o substantivo mais próximo. Ex.: Irmão e primo recém-chegado estiveram aqui; Irmão e primo recém-chegados estiveram aqui.

2 – Substantivos de gêneros diferentes: vai para o plural masculino ou concorda com o substantivo mais próximo. Ex.: Ela tem pai e mãe louros; Ela tem pai e mãe loura.

3 – Adjetivo funciona como predicativo: vai obrigatoriamente para o plural. Ex.: O homem e o menino estavam perdidos; O homem e sua esposa estão hospedados aqui.

Um adjetivo anteposto a vários substantivos:

1 – Adjetivo anteposto normalmente: concorda com o mais próximo. Ex.: Comi delicioso almoço e sobremesa; Provei deliciosa fruta e suco.

2 – Adjetivo anteposto funcionando como predicativo: concorda com o mais próximo ou vai para o plural. Ex.: Estavam feridos o pai e os filhos; Estava ferido o pai e os filhos.

Um substantivo e mais de um adjetivo:

1 – Antecede todos os adjetivos com um artigo. Ex.: Falava fluentemente a língua inglesa e a espanhola.

2 – Coloca o substantivo no plural. Ex.: Falava fluentemente as línguas inglesa e espanhola.

Pronomes de tratamento:

1 – sempre concordam com a 3ª pessoa. Ex.: Vossa santidade esteve no Brasil.

Anexo, incluso, próprio, obrigado:

1 – Concordam com o substantivo a que se referem. Ex.: As cartas estão anexas; A bebida está inclusa; Precisamos de nomes próprios; Obrigado, disse o rapaz.

Atenção!!! Quando a expressão for “em anexo”, não haverá concordância, uma vez que ela é invariável. Percebam: O documento está em anexo. Os documentos estão em anexo. As cartas estão em anexo.

Anotaram? É isso aí. Até a próxima!


JULIANA BARRETO – PROFª DE LÍNGUA PORTUGUESA – Matéria publicada pelo Jornal A Semana, de Pirapora/MG, em 25/06/2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário