Pesquise aqui

 

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Diferença entre Tempo Composto e Locução Verbal

 

Diferença entre Tempo Composto e Locução Verbal

[ o texto abaixo é de outra autoria ]


OS TEMPOS COMPOSTOS E A LOCUÇÃO VERBAL

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Como Distinguir


 
É comum confundir-se os tempos compostos com a locução verbal. No entanto, a distinção não é dificultosa; basta conhecermos a formação dos tempos compostos e da locução verbal.

Formação dos Tempos Compostos

1. Os tempos compostos da voz ativa são formados pelos verbos auxiliares ter ou haver (flexionados), seguidos pelo particípio (terminaçãoem -do) do verbo conjugado (verbo principal):

=> Tenho trabalhado muito. (tenho = auxiliar / trabalhado= principal)

=> O valor do dólar tem aumentado muito nas últimas semanas.

=> Havíamos saído cedo.

=> Os hotéis haviam recebido muitos turistas.

2. Os tempos compostos da voz passiva se formam com o concurso simultâneo dos auxiliares ter (ou haver) e ser, seguidos pelo particípio (terminação -do) do verbo conjugado (verbo principal). Portanto, os tempos compostos da voz passiva são formados por três verbos:

=> Tenho sido maltratado por ele. (tenho sido = auxiliar / maltratado = principal)

=> Os dois tinham (ou haviam) sido vistos no cinema.

Formação da Locução Verbal

A Locução verbal – também chamada de conjugação perifrástica – é formada pelos verbos auxiliares mais o infinitivo (terminação em –r) ou o gerúndio (terminação em –ndo):

=> Estava lendo o jornal. (estava= auxiliar / lendo = principal)

=> O aluno finge entender o assunto.

Observações:

a) O verbo auxiliar e o principal podem estar unidos por uma preposição:

=> Os jurados têm [de] tomar uma decisão.

=> João entrou [a] falar alto. / Tenho [de] ir hoje.

b) A locução pode ser composta por mais de dois verbos:

=> Você não deveria estar usando essa máscara.

c) São estes os principais verbos auxiliares que formam locução verbal com o verbo principal:

Acabar de: Susana acabou de sair.

Andar: Ando trabalhando muito.

Atrever-se a: Não se atreva a dizer isso.

Buscar: Buscamos encontrar uma solução.

Chegar a: Não cheguei a dizer isso.

Começar a: Começou a chover faz pouco.

Conseguir: Não consegui falar direito.

Continuar a: Continuo a falar disso.

Costumar: Costumo jantar ao meio-dia.

Deixar de: Não deixe de agradar o cão.

Desejar: Desejamos ver o Papa.

Haver de: Hei de ver esse jogo.

Ir: Eliana vai fazer o trabalho.

Odiar: Odeio ouvir essas coisas.

Ousar: Não ousei beijar Juçara.

Parar de: Pare de fazer barulho!

Parecer: As crianças parecem chorar.

Poder: Não posso viver sem você.

Pôr-se a: Cassilda pôs-se a chorar.

Precisar: Precisamos progredir muito.

Pretender: Pretendo casar com ela.

Querer: O menino queria ver o cometa.

Tentar: Tentei abrir a porta.

Ter de: Tenho de encontrar uma solução.

Tornar a: Tornei a telefonar a Paula.

Vir: Venho insistindo nisso a tempo.

Você deve ter notado que a locução verbal tem diversos tipos de verbo auxiliar, enquanto os tempos compostos se resumem em ser, haver e ter. ®Sérgio.

__________________________________
Informações foram retiradas e adaptadas ao texto de: Cegalla, Domingos Paschoal, Novíssima Gramática da Língua Portuguesa; Editora Nacional, 2005.

Para copiar este texto: selecione-o e tecle Ctrl + C.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário.

Se você encontrar omissões e/ou erros (inclusive de português), relate-me.

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 15/09/2009
Código do texto: T1810903

fonte: http://www.recantodasletras.com.br/gramatica/1810903



*Prof.ª Mestra em Literatura Brasileira pela UNIMONTES Juliana Barreto juportugale@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário